VOCÊ ESTÁ PRONTA PARA O MUNDO BANI?

VOCÊ ESTÁ PRONTA PARA O MUNDO BANI?

Em 2020, o antropólogo Jamais Cascio cunhou o acrônimo BANI, que quer dizer Brittle (Frágil), Anxious (Ansioso), Nonlinear (Não-linear) e Incomprehensible (Incompreensível). Ao entrarmos para o segundo ano de COVID-19, essas quatro palavras parecem representar bem nosso mundo atual. A fragilidade da humanidade é latente; a ansiedade impera em nossa sociedade; a não-linearidade derrubou por terra os que achavam que conseguiriam controlar tudo; e o que estamos vivendo é sem dúvida incompreensível.

Diante deste cenário podemos desistir e chorar, ou então buscar antídotos para a realidade BANI. Então vamos lá:

I  ANTI-FRÁGIL: podemos fazer todo o possível para sermos cada vez mais fortes, porém é garantido que perderemos a batalha. A realidade é que somos frágeis e nada mudará isso, então o que nos resta é respeitar nossa fragilidade e não acharmos que somos super-heróis;

II  ANTI-ANSIEDADE: um bom início pode ser reduzirmos nossas expectativas ao mínimo possível e, a partir daí, tentarmos viver o hoje! A meditação, os exercícios físicos e algum desenvolvimento espiritual podem nos ajudar na empreitada;

III  ANTI-NÃO-LINEAR: há uma música de Paulinho Moska que diz: É a meta de uma seta no alvo. Mas o alvo, na certa não te espera. Ou seja, seja lá qual for o seu alvo, ele sempre será móvel. Então o que nos resta é extrapolarmos nossa flexibilidade para todos os aspectos de nossa vida. Talvez assim até possamos atingir o alvo, mas, se isso não ocorrer, é importante entendermos que a culpa pode não ser nossa, pois o alvo muda de lugar sem nos avisar;

IV  ANTI-INCOMPREENSÍVEL: nosso ego nos faz querer entender e compreender tudo. O não entendimento parece um demérito. Porém, imagine o quanto seria libertador não buscarmos mais o controle, mas sim aceitarmos que há coisas além de nossa capacidade cognitiva.  

Não tenho notícias de alguém que se considere pronta para o BANI. Mas parece que quem se alimenta da escassez e do derrotismo está em desvantagem em relação a quem se alimenta da aceitação, da humildade e da visão positiva. Enfim, por pior que venha a ser nossa situação sempre haverá um aspecto de crescimento, é decisão nossa olhar (ou não) para isso!

Speaker Alexandre Garcia - Doutor na área de Inovação, Consultor e Prof. de Pós Graduação.

Compartilhe